Xbox All Access daria certo no Brasil?


#1

A Microsoft oficializou um serviço chamado Xbox All Access, que você faz uma assinatura durante 24 meses pagando um valor, e após completado o periodo de adesão você ganha o console… Você acha que esse serviço daria certo no Brasil? Por quanto sairia ? Qual sua opinião ?

Xbox All Acces


#2

Dar certo, eu diria que até daria. Mas o que vai mesmo nos dizer se vai ser viável ou não no BR é o valor.

O serviço é de U$22,00 pelo S e de U$35,00 pelo X.

Usando o S como base:

U$22,00x24 = U$528,00
Convertendo esse valor direto usando o dollar na cotação de hoje(27/08) R$4,08:

U$528,00x4,08 = R$2155,03 / 24 = R$89,792.

Uns R$90,00 por mês para se ter um console e os dois principais serviços da Microsoft.

Creio que seja um valor até interessante pra se investir nisso.

O que atrairia bastante usuários novos ou pessoas que ainda estão presas nos consoles das gerações passadas (sim eles existem ainda).

Vale ressaltar que estou fazendo as conversões diretas e não velei em consideração nenhum tipo de imposto.


#3

Vejo isso como um movimento de pressão em vender, Ao compararmos ao dolar e Euro fica apenas 20€$ de diferença, no qual pagamos o console num ano e Xbox Live e Gamepass 2 anos completos.

Pra mim é mais um movimento de marketing, que se der certo segue em frente se der errado morre e prontos, assim como fizeram com vários fails de marketing. Sinceramente este serviço não traz nada que possas obter tendo comprador a ganhar visto que xbox tem andado em mudanças de preço. e Game pass simplesmente tem havido ofertas no preço.

Quem aderir a isto simplesmente está a deitar dinheiro fora.


#4

A MS nao tem representatividade no Brasil? Mesmo ela fazendo a venda aqui teria essa conversão?
Pergunto pois alguns jogos dela nao vem convertidos, e sim com um preço justificando nossa realidade aqui, principalmente os indies (tanto que na PSN é convertido e o valor é o dobro).

Levando em consideração isso, nao poderiamos ter a chance deles planejarem um valor mais “justo”?


#5

Eis a questão, o que seria um “valor justo” para esse serviço?

E como o @RodrigoSylva disse:

Blockquote Pra mim é mais um movimento de marketing, que se der certo segue em frente se der errado morre e prontos, assim como fizeram com vários fails de marketing.

Pode ser um marketing agressivo por parte deles pra alavancar vendas.

Sendo puramente sincero, nunca foi divulgado os números reias das vendas do xbox, seria essa uma medida para terem números mais expressivos?

Voltando à questão do valor justo:

Se formos pegar os preços dos consoles no mercado (me baseando onde eu moro AM):

Xbox One S: R$899,00 (500bg com forza h3)

Xbox One X: R$1899,00

A live custa em média R$160,00 (1 ano) x 2 R$320,00 (calculando já como base os 2 anos do programa)

O gamepass é fixo em R$30,00 x 12 = R$350,00 x 2 = R$700,00

Somando o S com live e game pass (2 anos dos serviços) temos a bagatela de R$1920,00 (arredondei o valor)

Esse valor dividido por 24 = R$ 80,00

Creio que um valor levemente acima desse apresentado seja viável como “preço justo”


#6

É complicado dizer se daria, pois não basta convertermos diretamente com a cotação atual (que está cada dia mais alta em função do cenário político eleitoral), mas também com taxas e impostos. Além disso, tenho minhas dúvidas com relação ao “All” dentro do custo de vida e cultura dos brasileiros. Entretanto, se um dia chegar, acredito que deverá ser adaptado ao mercado brasileiro e com modificações.


#7

Daria certo se tivesse o no fim das contas fosse mais barato.


#8

eu assinaria se já não tivesse 3 em casa (e se fosse disponibilizado no Brasil, claro)


#9

Tocastes num assunto interessante, imposto e taxas.

Cada região do país tem uma tributação diferente, mas falemos das mais conhecidas:

PIS, CONFINS, ICMS e IPI

Destas, A região norte do país não é taxado o IPI, sobrando apenas PIS(0,65%) CONFINS(3%) e ICMS(7%).

Esses impostos são descontados na compra do produto, mas na revenda, são acrescentados 18% referente à tributação da Sefaz (AM no caso). Fora que pode sofrer outras tributações internas da Sefaz.

Nisso, muito provavelmente, a região norte teria um valor agregado final mais baixo que o das regiões Sul/Sudeste, contudo, se forem enviar o produto via Correios para a região Norte, fica mais caro que no Sul/Sudeste (já cheguei à pagar frete que era o dobro do valor do produto).

É complicado ser BR :sweat:


#10

Exato. Além de tudo isso, não podemos também deixar de fora a questão de parcelamentos de eletrônicos e serviços associados que possuem políticas de juros e tributações diferentes dos EUA.


#11

Se o preço praticado for leve para o bolso do consumidor pode ser um sucesso incrível, ainda mais se for sem juros como nos EUA. Nos resta torcer (rezar) :raised_hands:


#12

Oloko